sexta-feira, 6 de maio de 2011

Pequenos Prazeres...

Não, não é necessário ter dinheiro para aproveitar as melhores coisas da vida! Um abraço não se compra, um sorriso não tem preço, gargalhadas não são cotadas na bolsa de valores, não se paga para caminhar no parque, na praia, nem para brincar com seu cachorro, um chá quentinho numa noite fria, sentar ao sol, ler um livro, fazer o bem, ser gentil, estas coisas não custam nada e trazem uma enorme satisfação. Sonhar não é pecado, a imaginação não tem limite, você vai até onde a sua criatividade permitir e como os sonhos não têm preço, não vendam os seus... Não permita que minem aquilo que te faz acordar todos os dias e seguir em frente, não aceite que lhe digam que é impossível! Impossível é não se alegrar brincando com uma criança, impossível é acordar e não sentir uma enorme vontade de agradecer por sermos livres, impossível é compreender como tantas pessoas perdem tempo pensando em coisas ruins. Algum amigo já lhe cobrou por uma boa conversa? A natureza já lhe cobrou por ser contemplada? Banhos de mar, de cachoeira, não são cobrados na fatura de água, não se pagam taxas por amizades verdadeiras. Qual o custo por ouvir sua música preferida? Cantar sua música preferida? Dançar sua música preferida? O combustível pra andar de bicicleta não aumenta nunca! O número de horas dormidas não altera com a inflação! Pipoca e guaraná, cobertor e filme são casamentos perfeitos e vamos combinar que são uma delícia! Pegar aquele livro de receitas e reproduzir um pão de queijo idêntico ao da sua mãe! Escrever... Totalmente free, basta deixar a mente fluir e sentir um alívio a cada nova palavra! Escrever é como correr, você não acredita que vá lhe fazer falta até começar a praticar! Correr! Sem pensar em nada, sem hora pra voltar. Vestir aquele moletom surrado (e preferido) e sentir-se adolescente! Se apaixonar! Na verdade as pessoas deveriam pagar por isso, de tão bom que é! Quando nos apaixonamos, seja pelo que for, nos tornamos pessoas muito melhores, encantadoras, iluminadas... O amor tem este enorme poder! Sentir aquele friozinho na barriga, ou melhor, borboletas no estômago é uma sensação impagável, talvez por isso não tenha preço! Estar com quem amamos... Beijos, abraços, carinho... Tudo isso e mais um pouco é muito mais valioso do que qualquer coisa! E está aí, ao nosso redor, disponível, em abundância... Esperando por aqueles que estão dispostos a ser felizes, a explorar este incrível universo de pequenos prazeres... Aproveite a vida!

2 comentários:

  1. Pedro d'Avila6 de maio de 2011 22:48

    Transferir amor,doar amor e estar próximo a natureza em um contato íntimo com ela nos aproxima do nosso lado humano e nos faz feliz!
    Seus textos dizem muito sobre a vontade de viver!
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  2. Até que enfim aprendi a comentar rsrs...amiga parabens seus textos são os melhores sempre!!!

    ResponderExcluir

Fique a vontade pra deixar sua opinião! Ela é muito importante. Obrigada